Como transportar peixes e frutos do mar?

15/03/2023

Verão combina com peixes e frutos do mar. O consumo desse tipo de carne, apesar de ocorrer durante todo o ano, cresce ainda mais nessa época do ano que, além das altas temperaturas, é repleta de tradições religiosas.

Na Quaresma e na Semana Santa, a procura por carnes mais leves é intensa, desafiando aqueles que gostam de preparar pratos diferentes e, principalmente, os profissionais responsáveis pelo transporte de cargas.

Os peixes e frutos do mar, sabemos, são excelentes fontes de nutrientes – o primeiro é um alimento com baixo teor de gordura saturada e rico em ácidos graxos e ômega-3. Por outro lado, esse tipo de carne é muito mais sensível e suscetível à contaminação, além de ser altamente imprevisível.

Para evitar situações indesejadas e problemas com a vigilância sanitária, é essencial adotar algumas boas práticas para o manuseio e transporte logístico. Somente dessa forma é possível garantir que os produtos chegarão em plenas condições de consumo à mesa dos clientes, sejam eles consumidores finais, restaurantes ou distribuidores.

 

Peixes e frutos do mar: dicas para um transporte seguro

Peixes e frutos do mar são, provavelmente, as matérias-primas mais perecíveis – e desafiadoras – do mercado de transporte. Além de serem muito suscetíveis à contaminação, a pesca é uma atividade imprevisível e pode causar uma confusão na cadeia de suprimentos.

Além disso, o Brasil é um grande produtor desta proteína animal, além de possuir uma diversidade de espécies aquáticas de água doce e água salgada. Para se ter uma ideia, o consumo de peixes pela população brasileira é, em média, de aproximadamente 9 kg/habitante/ano – sendo que a recomendação da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) é de 12 kg/habitante/ano.

Daí a importância de contar com um parceiro especializado e planejar a logística com antecedência, considerando todos os cuidados necessários, especialmente no que se refere à conservação da carga e estoque.

LEIA MAIS: Principais cuidados na hora de transportar carga viva

 

Como funciona o transporte na prática?

Embora seja desafiador, o transporte de peixes e frutos do mar não é impossível e, muito menos, um bicho de sete cabeças. É preciso, no entanto, seguir algumas regras, como, por exemplo:

  • Armazenamento: os pescados devem ser transportados em embalagens fechadas, impermeáveis, atóxicas e resistentes a qualquer tipo de contaminação.
  • Transporte: é proibido o transporte de pescados e alimentos crus em uma mesma cabine com pessoas, animais vivos ou produtos prontos para consumo. Além disso, as caixas e embalagens devem estar identificadas com detalhes sobre o fornecedor, o dia de entrada e a validade.
  • Temperatura: a temperatura da câmara deve estar entre zero (0°C) e dois (2°C) graus e os peixes e frutos do mar devem ser mantidos pelo menor tempo possível fora da temperatura adequada.

É importante notar, ainda, que como este é um produto altamente perecível, o planejamento prévio de rotas conta muito. Ou seja, é preciso investir em tecnologias e soluções que permitam rastrear e mapear os melhores caminhos, com paradas programadas e estratégicas.

Todo tempo conta e, por isso, nada de perder tempo em pedágios ou balanças. Nesse contexto, uma boa dica é investir em serviços, como a PagBem, que permitem otimizar o tempo e as rotas, sem que haja perda financeira ou de produtos no meio do caminho. Confira!

LEIA TAMBÉM: Como funciona a logística da pecuária leiteira?

 

Reduza custos com as soluções da PagBem

Criada em 2015, a PagBem intermedia os pagamentos de frete e pedágio entre transportadoras e embarcadores. Por meio de um sistema totalmente otimizado, atende diferentes demandas logísticas do modal rodoviário, entre elas a roteirização inteligente do melhor caminho que sua carga fará e o cálculo de custo de pedágio a ser pago.

Também conta com uma ampla rede credenciada, onde é possível entregar suas documentações de viagens realizadas, obter descontos exclusivos no preço diesel e realizar saques com tarifas a preços acessíveis.

Temos mensalidades que cabem no seu bolso! Venha conferir, entre em contato e seja PagBem você também!

Posts recentes

Impacto do El Niño na Safra de 2023 e as perspectivas para 2024.

Muitos dizem que o El Niño acontece por conta do efeito estufa. Mas, até hoje, os estudos científicos ainda não conseguem explicar completamente as causas exatas do aumento da temperatura. No período de dois a sete anos, o oceano Pacífico equatorial fica até 3o C mais...

Categorias