Principais cuidados na hora de transportar carga viva

07/12/2022

por | dez 7, 2022 | Dicas, Logística, Saúde, Transporte

O transporte de carga viva é um dos mais importantes da cadeia logística e do mercado em geral. Somente em 2021, o mundo exportou cerca de 2,4 milhões de toneladas de bovinos vivos, o que representa aproximadamente 20% de todo o comércio internacional de bovinos – entre animais vivos e carnes. 

O Brasil, aliás, é um dos principais produtores mundiais neste segmento, com 16,8% do volume produzido, atrás apenas dos Estados Unidos. Os números refletem a importância desse tipo de carga para a economia nacional e internacional e, consequentemente, a complexidade do transporte.

Embora na cadeia logística todo tipo de mercadoria tenha a sua especificidade, o transporte de carga viva demanda atenção e cuidados redobrados. A diferença pode ser notada já no modelo de caminhão, que precisa ser adequado para esse tipo de deslocamento.

 

Entenda o que é carga viva

O transporte de carga viva, que pode ser feito com várias finalidades, como abate ou revenda, consiste no deslocamento de animais em geral. 

No Brasil, bois, aves, vacas, porcos e cavalos, por exemplo, são os bichos mais transportados e cada uma dessas espécies têm necessidades diferentes – de espaço, alimentação, entre outros. Afinal, são seres vivos e, como nós, precisam de cuidados durante todo o trajeto, especialmente nos mais longos.

No caso dos caminhões ou carretas, por exemplo, além do espaço modificado, o motorista e seu ajudante devem ter o treinamento adequado. O cuidado, que pode parecer extremo a princípio, garante a integridade física dos animais, evitando danos e até mesmo a morte – o que resultaria em custos e penalidades jurídicas para a empresa responsável pelo transporte. 

 

Dicas para transporte de carga viva

transporte-de-carga-viva

Recentemente, o transporte de carga viva passou a ter novas regras em resposta às entidades defensoras de animais, que denunciavam as más condições dos transportes. É exigido, por exemplo, que o deslocamento seja realizado em caminhões truck ou carreta, com um sistema de controle de temperatura e ventilação. 

Mas, atenção: cada tipo de animal transportado demanda de um tipo de carroceria diferente:

  • Animais de grande porte, como bois e cavalos: carroceria boiadeira;
  • Animais de pequeno porte, como galinhas: carroceria gaiola.

LEIA MAIS: Entenda a relação entre eixos de caminhão, carga e pedágio

Aliado a isso, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento criou um manual com informações e orientações sobre como deve ser feito o transporte de carga viva, com base nas normas exigidas pela legislação brasileira. 

A ideia é garantir o conforto e segurança dos animais, mas também garantir que a mercadoria chegue ao seu destino sem danos ou perdas. Confira algumas dicas abaixo.

  • Faça as adaptações necessárias para que o caminhão esteja adequado para transportar animais. Isso inclui piso antiderrapante e uso de uma serragem mais grossa para evitar que os animais machuquem os olhos ou a pele; 
  • Certifique-se de que há espaço suficiente para os animais viajarem confortavelmente;
  • Providencie água suficiente para todo o trajeto;
  • Nunca transporte mais de um tipo de animal por vez. O mesmo vale para outras mercadorias;
  • Garanta que os veículos tenham uma abertura para embarque e desembarque com um mecanismo de travamento. Isso garante a rápida retirada dos animais em casos de emergência;
  • Faça com que os animais entrem e saiam em fila e devagar, para que possam se organizar corretamente.
  • Exija o treinamento da equipe, já que existem protocolos de cuidados a serem seguidos durante o transporte e as pessoas precisam saber como proceder durante a viagem para garantir o bem-estar e a saúde animal.

O transporte de carga viva requer cuidados extras do início ao fim. Mais do que atender às normas, a atenção ao deslocamento desse tipo de carga passa por uma questão ética – o que justifica a complexidade envolvida.

LEIA TAMBÉM: Dicas de segurança para carga e descarga de caminhão

 

Reduza custos com as soluções da PagBem

Criada em 2015, a PagBem administra fretes e pedágios por meio de uma rede credenciada ampla que atinge diferentes partes do país.

Com a missão de facilitar a administração de frete rodoviário e pedágio, a PagBem oferece soluções financeiras, tecnológicas e de pagamento para toda a cadeia envolvida no transporte, envolvendo caminhoneiros, transportadoras, operadores logísticos e embarcadores.

Para conhecer melhor todas as soluções da PagBem, entre em contato conosco.

Posts recentes

Símbolos nas embalagens e o cuidado no transporte

Você já deve ter notado que as caixas de papelão vêm, geralmente, acompanhadas de figuras. De extrema importância para o processo logístico, os símbolos nas embalagens ajudam a garantir que as mercadorias cheguem ao seu destino intactas e prontas para uso. Mas, para...

Monitoramento de entregas: quais as vantagens?

O monitoramento de entregas é essencial para empresas que desejam garantir a segurança e a eficiência de suas operações – e alcançar um alto nível de excelência e satisfação dos clientes. Por meio de tecnologias avançadas, é possível rastrear em tempo real a...

O que fazer em Araranguá?

A região sul do Brasil conta com aproximadamente 18.475 quilômetros de estradas – e centenas de cidades, grandes e pequenas. É o caso de Araranguá, localizada no extremo sul do estado, a 218 quilômetros da capital, Florianópolis. Em uma região estratégica, o município...

Categorias