O que são cargas FTL e LTL e quais as vantagens?

12/07/2023

por | jul 12, 2023 | Transporte

Quem trabalha com logística, sabe que a escolha do tipo de transporte correto – isto é, cargas FTL e LTL –, influencia diretamente nos custos, prazos e entrega final. Se, por um lado, o que define a modalidade de transporte é o tipo de produto e o modelo de negócio, por outro é fundamental entender o que significa cada uma das siglas, suas vantagens e desvantagens.

A escolha pode até ser uma consequência de diversas variáveis, mas saber como funcionam estes modelos de transporte de carga certamente colocarão o negócio em vantagem, garantindo as melhores condições para o frete rodoviário.

 

O que são cargas FTL e LTL?

Do inglês Full TruckLoad, a sigla FTL se refere à carga dedicada. Ou seja, um frete que tem volume suficiente para ocupar a capacidade total do veículo.

A modalidade também é uma opção para quem deseja um espaço reservado para a carga, evitando dividir espaço com outro importador ou exportador, ainda que o volume seja inferior à capacidade total do transporte.

A sigla LTL, por sua vez, tem origem no termo inglês Less than TruckLoad. Ou seja, carga fracionada – quando o frete não ocupa a capacidade total do veículo. Neste caso, o espaço é geralmente dividido entre empresas, sendo responsabilidade da transportadora agrupar as cargas para aproveitar o máximo possível da capacidade disponível.

Embora as siglas sejam bastante comuns no dia a dia de quem trabalha com transporte rodoviário de cargas, é comum que existam muitas dúvidas sobre a modalidade a ser escolhida.

A contratação de cargas FTL ou LTL, aliás, fica a critério do próprio responsável pelo frete e a preferência deve ser informada ao agente de carga ou à transportadora. Os valores, obviamente, variam de acordo com a escolha.

É uma decisão estratégica que muitas vezes deve levar em consideração as vantagens e desvantagens de cada uma. Saiba mais abaixo.

LEIA MAIS: Dicas de segurança para carga e descarga de caminhão

 

Vantagens da carga FLT

ftl-e-ltl

A modalidade é uma das mais vantajosas em termos de proteção e integridade da carga. Isso porque, além de ser armazenada em melhores condições, as chances de extravio e perda, devido a erros na separação, consolidação ou desconsolidação das cargas, é menor neste caso.

Uma vez que não há muitas paradas ou processos, o transporte FTL tende a ser mais ágil e flexível, tanto no embarque quanto na entrega.

Por outro lado, optar por esta modalidade significa ter mais gastos. Afinal, não há com quem dividir os valores e os custos previstos no transporte.

 

Vantagens da carga LTL

Quando comparamos as cargas FLT e LTL, a segunda tem um ganho expressivo em termos de custo. Uma vez que a carga divide espaço com outras, os gastos com pedágios, tarifas, combustível e o próprio valor do frete também passam a ser alocados entre as empresas que contrataram o mesmo transporte.

Outra vantagem é que é possível entregar em diferentes endereços, independentemente do volume ou peso, já que a carga fracionada pode ser alocada em caminhões menores.

O ponto negativo é que, embora faça sentido para quem trabalha com uma carga menor, o serviço tende a ser menos flexível. Isso porque a transportadora precisa encontrar cargas que sejam compatíveis umas com as outras, a fim de garantir o uso de toda a capacidade do caminhão.

Além disso, há, ainda, o processo de preparação para o embarque e desembarque. As etapas são indiscutivelmente necessárias, mas podem deixar o serviço mais demorado.

LEIA TAMBÉM: TDA e TDE: quando aplicar essas taxas?

 

Como escolher entre FTL e LTL?

Em geral, não existe uma receita para escolher entre FLT e LTL. A decisão deve ser estratégica e pautada nas necessidades das empresas. Há de se considerar, ainda, os custos gerais, prazos e tipo de carga – se é ou não possível manuseá-la nos entrepostos, volume e muito mais.

O LTL ainda é a modalidade mais utilizada no Brasil. E pudera: temos uma grande extensão territorial e custos elevados de transporte. Não à toa, muitas transportadoras, inclusive, indicam uma combinação entre as duas modalidades, o que diminui o custo para o contratante.

Dessa forma, os caminhões viajam com cargas dedicadas (FTL) até uma filial, por exemplo, e de lá partem para o transporte fracionado (LTL).

Mas, mais uma vez, não há regras: a escolha deve ser pautada na estratégia do negócio, suas vantagens e desvantagens.

CONTINUE LENDO: Por que sua empresa deve contratar uma IPEF para gestão de pedágio e frete?

 

Reduza custos com as soluções da PagBem

Criada em 2015, a PagBem intermedia os pagamentos de frete e pedágio entre transportadoras e embarcadores. Por meio de um sistema totalmente otimizado, atende diferentes demandas logísticas do modal rodoviário, entre elas a roteirização inteligente do melhor caminho que sua carga fará e o cálculo de custo de pedágio a ser pago.

Também conta com uma ampla rede credenciada, onde é possível entregar suas documentações de viagens realizadas, obter descontos exclusivos no preço diesel e realizar saques com tarifas a preços acessíveis.

Temos mensalidades que cabem no seu bolso! Venha conferir, entre em contato e seja PagBem você também!

Posts recentes

Símbolos nas embalagens e o cuidado no transporte

Você já deve ter notado que as caixas de papelão vêm, geralmente, acompanhadas de figuras. De extrema importância para o processo logístico, os símbolos nas embalagens ajudam a garantir que as mercadorias cheguem ao seu destino intactas e prontas para uso. Mas, para...

Monitoramento de entregas: quais as vantagens?

O monitoramento de entregas é essencial para empresas que desejam garantir a segurança e a eficiência de suas operações – e alcançar um alto nível de excelência e satisfação dos clientes. Por meio de tecnologias avançadas, é possível rastrear em tempo real a...

Categorias