Pontos de parada e descanso: essenciais para os caminhoneiros

31/01/2024

por | jan 31, 2024 | Dicas, DicasEstradas, Estradas, PagBem, Posto

Os caminhoneiros que percorrem as rodovias brasileiras, de norte a sul, encontram nos pontos de parada e descanso um local seguro para relaxar. Com impacto na eficiência logística, a parada estratégica é importante para evitar acidentes e outros problemas, garantindo o bem-estar dos motoristas.

Sabemos que o setor de transporte rodoviário desempenha um papel fundamental na movimentação de mercadorias, sendo os caminhoneiros os verdadeiros protagonistas desse cenário. Nesse contexto, a Lei 13.103, também conhecida como Lei do Caminhoneiro, em vigor desde 2015, estabelece diretrizes importantes sobre o exercício da profissão de transportador de carga e de passageiros.

Além de regulamentar a jornada de trabalho, a lei prevê também períodos de descanso, regidos pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), estabelecendo como pontos de parada e descanso as estações rodoviárias; alojamentos, hotéis e pousadas; refeitório das empresas ou de terceiros; e os postos de combustíveis.

Este último, inclusive, já é um velho conhecido dos caminhoneiros.

 

Por que os pontos de parada e descanso são tão importantes?

Com a promulgação da Lei dos Caminhoneiros, o mercado passou a se preocupar mais com o bem-estar dos profissionais que passam longos dias e noites nas rodovias.

A vida na estrada é exaustiva e, muitas vezes, solitária. De um lado, estão os turnos intensos, que contribuem para a fadiga e a exaustão dos caminhoneiros, comprometendo a concentração e os tempos de reação; do outro, o perigo relacionado a acidentes e condições adversas – climáticas e estruturais.

E não podemos esquecer da solidão causada pela distância da família e pela falta de interação social. Fatores, aliás, que podem levar ao estresse, ansiedade e até depressão.

Para driblar estes problemas, a lei estabeleceu diversas diretrizes que ajudam a melhorar a qualidade de vida e o bem-estar destes profissionais. Em viagens de longa distância, que duram mais de 24 horas, por exemplo, os caminhoneiros devem ter intervalo mínimo de 30 minutos para descanso a cada quatro horas, além de uma hora de parada para a refeição.

É preciso garantir, ainda, repouso diário do motorista obrigatoriamente com o veículo estacionado. Respeitar essas pausas é essencial para evitar acidentes e garantir o melhor gerenciamento do tempo de condução, evitando também as multas. Daí a importância de conhecer os pontos de parada e descanso disponíveis pelo caminho.

 

“Dependemos muito dos postos de combustível”, afirma Coruja

O caminhoneiro Rogério Coruja, parceiro da PagBem, costuma usufruir desses pontos de parada e descanso. Ele é um dos profissionais que conta com caminhão equipado com cozinha, geladeira e cabine com cama, mas não deixa de ressaltar o valor agregado dos postos de combustível.

“Dependemos muito dos postos de combustível, não somente para abastecimento, mas, principalmente, para uso dos pátios para pernoite e restaurante”, conta Coruja. “Nem sempre dá tempo de fazer comida, dependendo do horário, e quando está chovendo fica ainda mais complicado, já que a cozinha do caminhão é externa”, completa.

LEIA MAIS: Quando o caminhão vira a extensão de casa

Coruja lembra que, geralmente, nos restaurantes ou loja de conveniência dos postos há vários produtos como alimentos, produtos de limpeza e higiene pessoal, o que eleva ainda mais a importância dessas postos, pois não é em todo trajeto que o caminhoneiro consegue parar no supermercado.

Além disso, os postos credenciados da rede PagBem, por exemplo, contam com serviços de borracheiro, mecânico, autopeças e acessórios, essenciais para quem ganha a vida na estrada. Funcionalidades a um clique: basta abastecer ou cadastrar a placa do veículo para ter acesso a todos estes benefícios.

 

Outra assistência importante oferecida por esses postos de parada e descanso é o banheiro. Rogério Coruja conta que a placa do caminhão é cadastrada na hora do abastecimento, e isso dá direito a usar o pátio para pernoitar e o chuveiro.

“A maioria dos postos cobra um valor pelo banho, que geralmente e controlado por um dispositivo ao lado do chuveiro, onde colocamos ficha ou uma senha temporária. E nesses locais tem faxina constante”, explica.

O valor do banho varia entre R$ 5 e R$ 10, e quando o caminhoneiro abastece no posto não é necessário pagar. Em alguns postos o banho é grátis, mesmo que o caminhoneiro não abasteça o veículo. “Eu sempre abasteço nos postos que gosto de tomar banho, porque aí fica cadastrada minha placa”, lembra Rogério Coruja.

LEIA TAMBÉM: Postos de combustível: quais as vantagens de se filiar a uma IPEF?

 

Reduza custos com as soluções da PagBem

Criada em 2015, a PagBem intermedia os pagamentos de frete e pedágio entre transportadoras e embarcadores. Por meio de um sistema totalmente otimizado, atende diferentes demandas logísticas do modal rodoviário, entre elas a roteirização inteligente do melhor caminho que sua carga fará e o cálculo de custo de pedágio a ser pago.

Também conta com uma ampla rede credenciada, onde é possível entregar suas documentações de viagens realizadas, obter descontos exclusivos no preço diesel e realizar saques com tarifas a preços acessíveis.

Temos mensalidades que cabem no seu bolso! Venha conferir, entre em contato e seja PagBem você também!

Posts recentes

Como fazer o transporte de carga valiosa?

De objetos de alto valor monetário, como joias e pedras preciosas, a obras de arte, produtos tecnológicos sensíveis ou outros itens de grande importância, o transporte de carga valiosa demanda uma operação logística complexa. Afinal, é imprescindível garantir a...

Outsourcing de transporte de carga: vale a pena?

O outsourcing de transporte de carga pode ser um grande aliado para os negócios. A prática, que vem ganhando cada vez mais espaço nos últimos anos, consiste, basicamente, em transferir tarefas e operações para um terceiro. A terceirização, aliás, é uma tendência do...

Transporte Rodoviário de Cargas Internacionais: como funciona

O transporte rodoviário de cargas internacionais desempenha um papel crucial para a economia brasileira, com impacto direto também na produção dos países vizinhos. Estima-se que mais de 48 mil caminhões percorrem a América do Sul diariamente, sendo esta modalidade a...

Categorias