TMS: como esse sistema facilita o trabalho das transportadoras?

04/08/2021

O uso de plataformas especializadas na logística, com a TMS, tem ajudado embarcadores e transportadoras a reduzirem custos e a melhorarem bastante a gestão dos seus processos, principalmente aqueles ligados à distribuição de mercadorias.

Vamos explicar: TMS é a abreviação de Transportation Management System ou, traduzindo, Sistema de Gestão de Transportes.

Este é um software que pode ser usado por empresas de todos os portes para organizar os processos ligados à cadeia de transporte e de logística. É como se fosse uma central de controle para facilitar a visualização das atividades e permitir ações imediatas e com menores chances de erro.

A plataforma TMS é modular. Ou seja, composta de diferentes funcionalidades independentes, mas que podem ser agrupadas do jeito que a empresa precisar para tornar seu dia a dia mais produtivo.

Por isso, podemos dizer que o TMS oferece suporte em todas as etapas do serviço de transporte, incluindo definição de rota, emissão de documentos e atendimento ao cliente.

 

Vantagens do TMS para as empresas

Muito utilizado por embarcadores e transportadoras que terceirizam ou realizam seu próprio serviço de distribuição de mercadorias, o TMS põe na tela do computador e em uma única plataforma muitas atividades que levariam muito tempo para serem executadas sem automatização.

As empresas que trabalham com distribuição de matéria-prima e produtos sabem muito bem que o serviço de transporte é um dos mais caros dentro da lista de atividades, consumindo até 2/3 dos valores destinados aos processos logísticos.

Por este motivo, encontrar boas saídas para baixar custos e aumentar a produtividade é uma das maiores preocupações de quem quer seguir neste ramo e ser mais competitivo.

Entre as soluções está o TMS. Usando este sistema, uma transportadora ou embarcador consegue:

  • Controlar toda operação;
  • Entender os custos de cada operação;
  • Definir rotas dos motoristas de caminhão;
  • Rastrear os veículos e as operações de recebimento, movimentação e entrega de mercadorias;
  • Administrar fretes, notas fiscais, ordens de serviço e outras tarifas e documentações;
  • Gerir a frota como um todo (desde o tipo de veículo até a necessidade de manutenção);
  • Analisar os dados de forma ampla e aprofundada;
  • Tomar melhores decisões para otimizar os processos e aumentar os lucros.

O TMS pode ser integrado com outros sistemas, como um ERP para automatizar mais departamentos e facilitar ainda mais a administração das atividades desenvolvidas dentro e fora da empresa.

Inclusive, essa dupla é um facilitador das transportadoras que já se modernizaram e firmaram parcerias com Instituições de Pagamento Eletrônico de Frete (IPEFs), como a PagBem.

Estas empresas desenvolveram formas mais inovadoras e seguras de efetuar transações relacionadas a pagamentos de frete e pedágio e de emitir documentos e dados essenciais para a realização do serviço de transporte, a exemplo do número do CIOT (Código Identificador da Operação de Transporte) e das notas fiscais.

Isso quer dizer que, em vez do dinheiro vivo, o motorista de caminhão contratado por uma transportadora parceira de IPEFs passa a carregar um cartão para pagar as despesas durante a viagem, muito mais seguro e prático, não é mesmo?

A PagBem oferece o vale-pedágio, para o condutor passar a tarifa nas guaritas com agilidade e seguir viagem pelas estradas, e o cartão-frete para abastecer e arcar com outras despesas.

Nos postos credenciados da PagBem o motorista ainda pode abastecer o veículo com um valor diferenciado e entregar a documentação referente ao serviço realizado, sem a necessidade de voltar para a empresa para dar baixa. Feito isso, o cartão é carregado de maneira automática, e o condutor já pode partir para outra viagem.

LEIA MAIS: Nunca foi tão fácil fazer transporte rodoviário de carga

 

Reduza custos com as soluções da PagBem

Criada em 2015, a PagBem administra fretes e pedágios por meio de uma rede credenciada ampla que atinge diferentes partes do país.

Com a missão de facilitar a administração de frete rodoviário e pedágio, a PagBem oferece soluções financeiras, tecnológicas e de pagamento para toda a cadeia envolvida no transporte, envolvendo caminhoneiros, transportadoras, operadores logísticos e embarcadores.

Ao firmar parceria com o Banco Omni & Financeira, conglomerado financeiro que atua há 25 anos no mercado de crédito e financiamento, a PagBem ampliou os serviços de gestão de frete, de vale-pedágio e de despesas corporativas, trazendo muita facilidade para a vida de milhares de motoristas de caminhão!

Para conhecer melhor todas as soluções da PagBem, entre em contato conosco.

Posts recentes

Qual a importância dos dados nas operações logísticas?

Qual a importância dos dados nas operações logísticas?

Olhar uma planilha repleta de números pode assustar em um primeiro momento. Mas as empresas que buscam novos caminhos para melhorar suas operações logísticas sabem que a interpretação destes dados é uma atividade que não pode mais ser deixada de lado. Saber analisar...

E-commerce: como melhorar o serviço de transporte de mercadorias

E-commerce: como melhorar o serviço de transporte de mercadorias

Pegar o celular ou notebook e acessar uma página de e-commerce para comprar algum produto ou serviço já faz parte do dia a dia de boa parte dos brasileiros. Afinal de contas, é muito prático dar alguns cliques e esperar a encomenda chegar em casa, não é verdade? Mas...

Preço do diesel: como isso impacta o serviço de transporte rodoviário?

Preço do diesel: como isso impacta o serviço de transporte rodoviário?

Quem trabalha com transporte rodoviário já sabe que o diesel ocupa o topo do ranking na lista de despesas, comendo uma fatia de mais de 50% do orçamento. Mas, há alguns meses, o combustível tem gerado dores de cabeça ainda mais intensas. De janeiro a julho de 2021, já...

Receba nosso conteudo em primeira mão.

Close Bitnami banner
Bitnami